Tradballs... a história

Tradballs nasceu de uma forma informal em 2005, pela motivação de alguém com grande interesse pela música e dança tradicionais e, mais ainda, com a vontade e o gosto de poder proporcionar a outros novos conhecimentos, contactos, experiências, partilhas...

Surge do nada, com a realização de um baile, no Teatro Ibérico (Lisboa), em 19 de Fevereiro de 2005. Começou como uma “brincadeira inocente“, mas não houve outra solução senão prosseguir o seu caminho na divulgação do folk tradicional.

O formato de baile BALL-TRAD predomina nas actividades desenvolvidas. Muitas vezes, para além do baile, é feito também um workshop de danças tradicionais ou pequenas animações, como forma de ensinar as danças e ajudar ao reconhecimento da música, com o objectivo de cativar as pessoas para uma participação activa nos bailes e levar até os mais irredutíveis pés esquerdos a dar um pezinho de dança.

Nas TradJam “NOiTRADAS do CARMO“, no Largo do Carmo, em Lisboa, que se tornaram um ponto de encontro entre dançarinos, músicos e o público em geral, tudo pode acontecer...

Aos poucos, foram sendo organizados mais e mais bailes com bandas nacionais e estrangeiras, que culminaram na organização do FEST-i-BALL. Este festival realiza-se duas vezes por ano, no início da Primavera e em meados do Outono, nomeadamente no último fim-de-semana dos meses de Março e Outubro.

Outras actividades são as TRAD-TOURs, uma nova forma de “levar e trazer danças“. Proporcionam o encontro entre os amantes das danças tradicionais de todo o país e as populações locais, valorizando e despertando o interesse pelo seu próprio repertório etnográfico. Estas tours ajudam, igualmente, à divulgação de grupos por vários pontos do país, como Aveiro, Coimbra, Leiria, Porto, Santiago do Cacém, e também à colaboração na realização de bailes em Évora, Serpa, Lourinhã, Santo André, Faro, Guimarães, Figueira da Foz, Ançã, Vimioso, entre outros locais.

Uma vez que um dos objectivos da Tradballs é promover as danças e a música tradicionais, o grupo também se tem dedicado à organização de Aulas Regulares, Workshops, Cursos e, sobretudo, à criação de workshops temáticos, BALL-DADOs e os BALL-TOQUEs, algo que já se estendeu para lá das fronteiras de Lisboa, mais especificamente no Porto, Leiria e Aveiro.

Tradballs tem tido a sua colaboração com várias entidades, associações e festivais nacionais, entre os quais: Andanças (S. Pedro do Sul e Castelo de Vide), Sons & Ruralidades (Vimioso), Iberfolk (Sortelha), Bailes Marafados (Faro), Noites Na Nora (Serpa), Ervançum (Santo Amador, Moura), Tranças (Estarreja), Maré Trad (Corroios), AireFolk (Alcanena), Noites dos Museus (Lisboa), Sons 08 e Sons 09 (Janeiro de Cima); e no estrangeiro, nos festivais: Damada, Festiv'Allier Gennetines (França), Boombal (Bélgica), Danzas Sin Fronteras, Danzorum, Folkarria (Espanha), EMade Weekend (Inglaterra).

Desde o início deste projecto, já se formaram bandas, já cresceram algumas e foram divulgadas outras, e as actividades desenvolvidas têm tido um público que ronda as centenas de pessoas de diferentes gerações e culturas.

Por isso se sublinha:

“a tradição já não é o que era!?...“
Last modified onterça, 18 outubro 2016 18:05
More in this category: Professores »

Calendário

« March 2017 »
Mon Tue Wed Thu Fri Sat Sun
    1 2 3 4 5
6 7 8 9 10 11 12
13 14 15 16 17 18 19
20 21 22 23 24 25 26
27 28 29 30 31